SEGUE-NOS 

  • SoundCloud - círculo cinza
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

©2019 Rafael e Jessi I Retira-te 1 Dia

Valença do Minho Portugal

+351 936 668 002

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Como a meditação ajuda a reduzir a dor

DOR Crónica: dores intensas e permanentes, (fibromialgia, dor lombar crónica, artrite reumatoide e osteoartrite.) que causam grande sofrimento, seja nas articulações, ossos ou, simplesmente, dor generalizada; afecta milhares de pessoas, que sofrem em silêncio, em desespero e, algumas vezes, em total agonia.


A prática de meditação traz benefícios a vários níveis, entre os quais a melhoria da nossa capacidade de auto-controlo e reacção às adversidades.


Meditação na natureza


Estudos recentes demonstraram que “indivíduos com maior facilidade de praticar a atenção plena têm menor sensibilidade à dor e maior desativação de circuitos cerebrais específicos. A equipa constatou que os indivíduos com maior predisposição à atenção plena tinham baixa sensibilidade à dor e maior desativação de um circuito cerebral conhecido como rede neural padrão. Este mecanismo compreende várias áreas do cérebro que estão interconectadas e ativas durante o repouso, ou seja, quando a atenção está voltada para o mundo interior da pessoa e não para o mundo exterior”, como explica Fadel Zeidan no seu trabalho.





A prática regular da MEDITAÇÃO confere ferramentas que nos ajudam a mudar as nossas crenças, os nossos pensamentos e comportamentos e ensina-nos a olhar para dentro de nós e ajuda-nos à tomada de consciência e à concentração e foco no momento presente, o aqui e agora.


Como pode ler-se no estudo realizado, as pessoas com alta capacidade de concentração no momento presente experimentam menos dores.


https://veja.abril.com.br/saude/meditacao-ajuda-a-reduzir-dor-cronica-diz-estudo/


Até breve,

Rafael Estanqueiro

25 visualizações